É muito comum que as pessoas repliquem o conceito de que a empresa não reconhece a sua dedicação e que depois de tanto tempo já deveriam ser chefes ou ao menos terem aumento de salário. O que nunca pensam é sobre o que realmente as fazem merecer as conquistas, e o grande conflito é admitir que sua contribuição pode ser mediana e que ao não se destacarem não evoluem, simples assim.

Primeira; Se eu não faço nenhuma falta quando estou ausente. Sinal de que a relevância da minha contribuição é baixa e isso pode ser percebido como alguém que não faz falta.

Segunda; Quando nunca me perguntam nada, geralmente não contribuo com soluções relevantes. Hum, pode ser que não tenho credibilidade para dar opiniões.

Terceira; Se os desafios mais irrelevantes são atribuídos a mim, e os de maior impacto para outros amigos de trabalho.

Quarta; Já percebi que meus superiores não dividem comigo seus anseios projetos e propósitos. Provavelmente não adquiriram confiança suficiente para tal.

Quinta; Nunca trouxe algo inovador e minhas tarefas são de construções simples, quase um contador de parafusos ou empilhador de cartas de baralho.

Valdir Oliveira; Especialista em marketing